Educar sen medo


Aqui em Angola (…) as escolas estão destruídas. Os professores recebem salários de miséria. Não há livros nem dinheiro para os produzir e para os comprar; (…) nas universidades (…) os professores vendem notas, os alunos compram exames, o pessoal da contabilidade aldraba pagamentos e a secretaria produz documentos falsos. (Fonte e artigo completo: Galicia Confidencial)

Sen dúbida, hai sempre cousas peores. Por exemplo, que te toque ser directora dunha escola con só 12 anos (traducción; atopado en meneame).

Podería ser peor.

Advertisements

1 comentario

  1. Abril 19, 2010 ás 21:21

    A suliñar no artigo sobre Angola:
    “Acredito profundamente que o sistema educativo pode ser e deve ser o modelo da nação, e a qualidade no sistema educativo garante uma sociedade educada, culta e desenvolvida. Mas tantas vezes isso não dá votos, ou não interessa a quem manda.”
    … Pero podería ser peor! :-D


Deixar unha resposta

introduce os teu datos ou preme nunha das iconas:

Logotipo de WordPress.com

Estás a comentar desde a túa conta de WordPress.com. Sair / Cambiar )

Twitter picture

Estás a comentar desde a túa conta de Twitter. Sair / Cambiar )

Facebook photo

Estás a comentar desde a túa conta de Facebook. Sair / Cambiar )

Google+ photo

Estás a comentar desde a túa conta de Google+. Sair / Cambiar )

Conectando a %s

%d bloggers like this: